Publicidade

ARTIGO

José do Patrocínio

De farmacêutico a jornalista e ativista político, José Carlos do Patrocínio foi uma das figuras mais representativas do movimento abolicionista e republicano carioca. Nascido em Campos dos Goytacazes (RJ), em outubro de 1853, o filho do vigário João Carlos Monteiro com uma jovem escrava quitandeira, Justina do Espírito Santo, passou a infância numa fazenda em Lagoa de Cima convivendo com os escravos e, consequentemente, com as normas rígidas e castigos impostos.

Na juventude transferiu-se para o Rio de Janeiro onde trabalhou como servente de pedreiro e mais tarde cursou e se formou em Farmácia na Faculdade de Medicina. Formado e do lado de fora da república de estudantes em que morava, Patrocínio passou a viver na casa da mãe de um antigo colega do externato e em troca dava aulas aos outros filhos do casal. O convívio com os jovens na casa fez com que o futuro escritor se apaixonasse pela irmã do amigo, Maria Henriqueta, com quem se casou em 1879. Após o casamento, deu início à sua carreira jornalística ao lado de Dermeval da Fonseca no quinzenário “Os Ferões”. Ambos usavam os pseudônimos Notus Ferrão e Eurus Ferrão, respectivamente.

Pouco tempo depois de entrar para o jornalismo, foi admitido como redator na Gazeta de Notícias encarregado da coluna “Semana Parlamentar”. Foi nesse espaço concedido que passou a difundir sua campanha em prol da Abolição da Escravatura. A atitude gerou em torno do jornalista um grupo de oradores composto por personalidades cariocas como Ferreira de Meneses, Joaquim Nabuco e Ubaldino do Amaral. Desses, Joaquim Nabuco foi quem firmou maior amizade com Patrocínio, que mais tarde fundou em parceria com ele a Sociedade Brasileira Contra a Escravidão. Um ano depois, com a morte de Ferreira de Meneses, então proprietário da Gazeta da Tarde, adquiriu o jornal e tornou-se diretor do mesmo.

Mesmo sendo diretor da Gazeta da Tarde, sua luta pela abolição não terminou. Em 1883 articulou a Confederação Abolicionista, congregando todos os clubes abolicionistas do país. Não satisfeito com as ações que vinha tomando, Patrocínio passou a preparar e auxiliar a fuga de escravos e também a coordenar campanhas de angariação de fundos para adquirir alforrias. Personalidade de destaque em terras cariocas, o jornalista era bem recebido por onde passava. Nessa época a política tomou porte na vida de Patrocínio, que foi eleito vereador da Câmara Municipal do Rio de Janeiro e abandonou a Gazeta da Tarde para fundar e dirigir A Cidade do Rio. No periódico, intensificou sua atividade política e pôde em 13 de maio de 1888 saudar o advento da Abolição.

Historicamente o Brasil vivia um momento de mudanças e tensões. Após a proclamação da República, Patrocínio entrou em conflito com o governo do Marechal Floriano Peixoto. O resultado foi a sua detenção e deporte para Cucuí, no alto Rio Negro no Amazonas. A sua volta à capital carioca foi marcada por dificuldades advindas da suspensão de seu jornal e consequente declínio financeiro. A sua crise pessoal tornou sua participação política inexpressiva. A atenção do jornalista passou então a ser voltada para a aviação. A atenção foi tamanha que chegou até mesmo a dar inicio à construção de um dirigível, o “Santa Cruz”. Seu sonho passou a ser voar, mas num discurso em homenagem a Santos Dumont foi acometido de uma hemoptise, o sintoma da tuberculose que o vitimou. Sua morte se deu aos 51 anos de idade em janeiro de 1905.

Fundador da cadeira n. 21 da Academia Brasileira de Letras, José do Patrocínio deixou para a posteridade as obras literárias “Os Ferrões”, “Mata Coqueiro ou A Pena de morte”, “Os retirantes”, “Manifesto da Confederação Abolicionista”, “Pedro Espanhol”.

Fonte: Portal online Wikipédia

Portal online da Academia Brasileira de Letras

by The Cities

ARTIGOS RELACIONADOS

Adherbal de Carvalho

Adherbal de Carvalho nasceu em Niterói no ano de 1872 e foi romancista, crítico literário, jurista, ensaísta, professor, tradutor e poeta ...

Adolfo Caminha

Adolfo Ferreira Caminha foi um dos principais autores do movimento naturalista no Brasil.

Antônio de Oliveira

O escritor Antônio da Silva Oliveira nasceu em Sorocaba (SP), em junho de 1874. Parte do corpo fundador da Academia Brasileira de Letras, ele ...

Antônio Sales

Nascido em Paracuru (CE), em 1868, Antônio Sales foi poeta, romancista, jornalista e historiador brasileiro. Com o pai cego e vindo de família ...

Avelino Fóscolo

Nascido em Sabará, em 1864, Antonio Avelino Fóscolo foi o primeiro escritor da literatura brasileira que escreveu um romance ambientado em Belo ...

Batista Cepelos

Batista Cepelos foi um poeta naturalista retardatário. Quase que ignorado pelo público e pela crítica, em sua juventude gostava de escrever ...

Canto e Mello

Poeta, romancista, jornalista, memorialista e advogado, Pedro de Castro do Canto e Mello nasceu no dia primeiro de janeiro de 1866, em Porto Alegre ...

Cardoso de Oliveira

José Manuel Cardoso de Oliveira nasceu em Salvador (BA), no ano de 1865, e foi promotor público, juiz municipal, diplomata, romancista, biógrafo ...

Carlos Dias Fernandes

O escritor Carlos Augusto Furtado de Mendonça Dias Fernandes nasceu em Mamanguape (PB) em setembro de 1874.

Carneiro Vilela

Joaquim Maria Carneiro Vilela nasceu em Recife em 1846 e foi, dentre diversas outras profissões, escritor, romancista, poeta e jornalista.

Coelho Neto

O político, professor, romancista, crítico e teatrólogo brasileiro Coelho Neto nasceu em Caxias (MA) em fevereiro de 1864, mas se transferiu ...

Domingos Olímpio

O advogado, jornalista e romancista Domingos Olímpio Braga Cavalcanti nasceu em Sobral (CE), em setembro de 1851. Bacharel em Direito pela ...

Emília Bandeira de Melo

Dona do pseudônimo “Carmen Dolores”, a escritora Emília Moncorvo Bandeira de Melo é a única representante feminina da estética naturalista ...

Faria Neves Sobrinho

Poeta, político e escritor, Joaquim José de Faria Neves Sobrinho nasceu em Recife (PE) em abril de 1872, onde integrou a turma de bacharéis da ...

Ferreira Leal

O carioca Lourenço Ferreira da Silva Leal nasceu em agosto de 1850 na capital do Rio de Janeiro, onde se formou em medicina mas ficou mais ...

Figueiredo Pimentel

Nascido em Macaé (RJ) em 1869, Alberto Figueiredo Pimentel atuou ao longo de sua vida nas funções de romancista, cronista, diplomata, contista, ...

Horácio de Carvalho

Horácio Fortunato de Sousa Carvalho desempenhou em vida inúmeras atividades. Dentre elas, romancista, poeta, biógrafo, jornalista, polígrafo, ...

Inglês de Souza

Nascido no interior do Pará, Herculano Marcos Inglês de Sousa foi um dos membros fundadores da Academia Brasileira de Letras e também professor, ...

José Carlos de Souza Lobo

O escritor e jornalista José Carlos de Sousa Lobo nasceu em Porto Alegre em outubro de 1875, formou-se na primeira turma de Direito da Faculdade ...

José Veríssimo

Principal idealizador da Academia Brasileira de Letras, José Veríssimo Dias de Matos nasceu em Óbidos (PA), em abril de 1857. Ainda no Pará ...

Júlio Ribeiro

Criador da bandeira do Estado de São Paulo, Júlio César Ribeiro Vaughan foi escritor e gramático mineiro polêmico, abolicionista e ...

Manoel Arão

Membro da Academia Pernambucana de Letras, Manoel Arão de Oliveira Campos nasceu em Afogados da Ingazeira (PE) e foi escritor naturalista, ...

Manoel de Oliveira Paiva

Seminarista, militar, escritor e abolicionista. Esse foi Manuel de Oliveira Paiva. Nascido em Fortaleza em julho de 1861, o órfão de pai desde os ...

Maria Benedita Bormann

Mais conhecida como “Délia”, Maria Benedita Câmara Bormann foi cronista, romancista, contista e jornalista. Nascida em Porto Alegre (RS) em ...

Mário Totta

O gaúcho Mário Totta foi, além de médico, romancista, poeta e jornalista. Nascido em janeiro de 1874, em Porto Alegre, na infância estudou no ...

Marques de Carvalho

Além de diplomata, foi escritor e jornalista. João Marques de Carvalho foi um brasileiro culto que concluiu os estudos em Lisboa, morou na ...

Max Fleiuss

Filho do famoso pintor e caricaturista Henrique Fleiuss, Max Fleiuss nasceu em outubro de 1868, na cidade do Rio de janeiro (RJ), e se consolidou ...

Naturalismo no Brasil

Após o movimento do Realismo, que se limitava a retratar o homem em interação com o seu meio social, surge no Brasil o Naturalismo, que tinha ...

Pápi Júnior

Filho de pai austríaco e mãe portuguesa, Antônio Pápi Júnior nasceu no Rio de Janeiro (RJ) em agosto de 1854. Porém, foi no Estado do Ceará ...

Pardal Mallet

Patrono da cadeira n. 30 da Academia Brasileira de Letras, João Carlos de Medeiros Pardal Mallet nasceu em Bagé (RS), em dezembro de 1864, em ...

Paulino Azurenha

Jornalista e escritor, José Paulino de Azurenha nasceu em Porto Alegre em 1860. Inicialmente artista gráfico do Jornal do Commercio, passou à ...

Paulo Marques

Jornalista, romancista, teatrólogo e membro da Sociedade Fênix de Literatura do Rio de Janeiro, Paulo Marques de Oliveira Filho nasceu em Pelotas ...

Rodolfo Teófilo

Rodolfo Marcos Teófilo nasceu em Salvador em maio de 1853, mas passou a maior parte de sua vida no Estado do Ceará. Ainda criança ficou órfão ...

Teotônio Freire

Fundador da Academia Pernambucana de Letras, Manuel Theotônio Freire foi escritor naturalista da escola recifense que passou pela poesia, conto, ...

Publicidade

The Cities

O The Cities é um Portal de conteúdo estruturado que atua de forma integrada na prestação de serviços de informações confiáveis, precisas e atualizadas nas áreas de economia, cultura, turismo, história, lazer, meio ambiente, saúde, urbanismo, poder público, cotidianos e gerais.

Informações

Como utilizar o Portal

Política de Privacidade

Aviso Legal

Quem Somos

Fale Conosco

Trabalhe conosco

Receba os conteúdos
do Portal The Cities:

Quero receber

© 2014 - 2021 The Cities Todos os direitos reservados

© 2014 - 2021 The Cities - Sua cidade em evidência. Todos os direitos reservados

aguarde, processando...