Publicidade

ARTIGO

Cidade de Santana

Santana, município do sudeste do Amapá, é o segundo mais populoso do estado, possuindo 113.854 habitantes (2016) que ocupam uma área de 1.541 quilômetros quadrados. Fazendo parte da Área de Livre Comércio de Macapá e Santana (ALCMS), economicamente a cidade destaca-se no setor primário pela a criação de gado bovino, bubalino e suíno, a atividade pesqueira e a extração da madeira, além da venda de produtos tipicamente nortistas.

Com uma distância de 30 km da capital, o clima do município caracteriza-se pelo tipo tropical chuvoso, apresentando como características principais temperatura média anual em torno de 26,5º C, com a máxima em torno de 30ºC e a mínima de 23ºC, apresentado um período de estiagem nos meses de agosto a outubro.

As vegetações predominantes da localidade são o cerrado, a floresta tropical densa, área alagada, floresta de várzea e tensão ecológica. A hidrografia do município conta com diversos rios e igarapés como o rio Amazonas, rio Matapi, rio Maruanum, rio Tributário, rio Piassacá, rio Vila Nova, Igarapé do Lago e Igarapé Fortaleza.

Um importante ponto turístico e atrativo natural encontrado em Santana é a Reserva Particular do Patrimônio Natural (REVECOM), que inclui a Trilha Ecológica Maracá, com observação da fauna e flora amazônica, sendo esta uma área de floresta de terra firme e várzea, clima de floresta, fauna e flora abundante.

Como atrações turísticas em Santana estão o porto de embarque e desembarque de produtos importados e cavacos de pinho; o porto flutuante de embarque do manganês pelotizado; e a Ilha de Santana, que fica do outro lado da cidade e que tem, inclusive, o balneário "Recanto da Aldeia", bastante frequentado aos finais de semana. O evento de maior expressividade é a festa de Santa Ana, que ocorre no mês de julho, precisamente no dia 27, além do período junino (Santana na Roça), com festas muito animadas. É também festejado o Divino Espírito Santo em janeiro (02/01) e realizados em junho (dia 29) os festejos em louvor à Mãe de Deus.

Santana teve origem do agrupamento populacional em Ilha de Santana, localizada à margem esquerda do rio Amazonas, em 1753. Em 1946, com a descoberta do manganês em Serra do Navio por Mário Cruz, Santana experimentou um crescimento significativo em decorrência da instalação da Icomi (Indústria e Comércio de Minérios). Já no final da década de 50, foi construída a Estrada de Ferro do Amapá, com 19 quilômetros lineares, para o transporte do pessoal e escoamento da produção de manganês com destino ao mercado externo. Dadas as condições geográficas adequadas ao escoamento via fluvial, foi escolhido o Canal Norte do Rio Amazonas que propiciava, pela sua profundidade, fácil navegabilidade aos navios de grande calado. Assim, foi instalado um cais flutuante em frente à Ilha de Santana, gerando empregos, atraindo população e incentivando comércios e indústrias de pequeno porte, estimulando a criação de vilas e ampliando a área urbana do povoado, elevando-o a nível de distrito, em 1981, pela Lei nº 153/81 PMM, sendo seu primeiro agente distrital Francisco Correa Nobre. Em 17 de dezembro de 1987, pela lei nº 7.639, Santana passou a ser mais um município do estado do Amapá.

Fonte:

Prefeitura Municipal de Santana

IBGE

by The Cities

Mapa

Publicidade

The Cities

O The Cities é um Portal de conteúdo estruturado que atua de forma integrada na prestação de serviços de informações confiáveis, precisas e atualizadas nas áreas de economia, cultura, turismo, história, lazer, meio ambiente, saúde, urbanismo, poder público, cotidianos e gerais.

Informações

Como utilizar o Portal

Política de Privacidade

Aviso Legal

Quem Somos

Fale Conosco

Trabalhe conosco

Receba os conteúdos
do Portal The Cities:

Quero receber

© 2014 - 2020 The Cities Todos os direitos reservados

© 2014 - 2020 The Cities - Sua cidade em evidência. Todos os direitos reservados

aguarde, processando...